Cartografia de Imagens: filme-carta, formação e experimentação (2020)

Como seria a educação brasileira se a tecnologia audiovisual e o cinema fossem instrumentos de criação e aprendizagem tão acessíveis quanto o papel, o lápis e a borracha?

Esse foi o sonho que deu vida ao projeto Cartografia de imagens: filme-carta, formação e experimentação, que se propôs a implementar Escolas Vivas de Cinema em instituições de ensino do Estado da Paraíba, com o objetivo de criar condições para elas desenvolverem as práticas de educação audiovisual com autonomia, contribuindo para a inovação do processo de ensino-aprendizagem das escolas.

As instituições contempladas foram beneficiadas com a oferta: kits de produção audiovisual; acervo de filmes e livros; cursos de formação de professores; consultoria técnica e apoio didático-pedagógico presencial e à distância; contextualização metodológica; oficinas de criação cinematográfica; implementação de cineclubes educativos.

Veja o documentário do projeto

A primeira edição do projeto, apoiada pelo Programa Rumos Itaú Cultural 2017-2018, ocorreu entre 2018 e 2020. Foram beneficiadas 6 instituições educativas de 4 cidades paraibanas, e os trabalhos realizados foram exibidos em Mostras locais e no I Seminário de Educação, Cinema e Audiovisual da Paraíba.

Tal projeto é um desdobramento das ações do grupo Semente Cinematográfica no território quilombola do Gurugi-Ipiranga (Conde/PB), que desenvolveu uma Escola de Cinema na EMEIF José Albino Pimentel entre 2016 e 2019 , e elaborou um modelo que agora pode ser replicado e contextualizado em novos territórios do estado.


 

Conheça o livro do projeto

O livro Cartografia de Imagens, organizado por Ana Bárbara Ramos e Felipe Leal Barquete, e escrito por mais de 20 educadoras, educandos e pesquisadores da área, apresenta artigos e relatos de experiências sobre o trabalho de implementação de práticas de educação audiovisual em diversos contextos educativos do Estados da Paraíba.

Download gratuito

Evento de lançamento do livro


 

Sobre o Programa Rumos Itaú Cultural

O Programa Rumos Itaú Cultural é um dos maiores editais de financiamento de projetos culturais do país, o Programa Rumos, é realizado pelo Itaú Cultural desde 1997, fomentando a produção artística e cultural brasileira.A iniciativa recebeu mais de 64,6 mil inscrições desde a sua primeira edição, vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,4 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa. Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 7 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados.

Nesta edição de 2017-2018, os 12.616 projetos inscritos foram examinados, em uma primeira fase, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 21 profissionais que se inter- relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição. Foram selecionados 109 projetos, contemplando todos os estados brasileiros. Mais informações em: <www.itaucultural.org.br/conheca-o-rumos>